Higiene na Cozinha

A nova moda dos grandes chefes é cozinhar com estilo, em todos os sentidos.

Sinônimo de pureza e higiene, a cor branca acompanha há muito tempo os mestres na arte de preparar alimentos. Mas, com a ascensão desta profissão e todo o glamour que gira em torno dos mais requintados pratos, os chefs de cozinha começaram a investir em seu marketing pessoal. Vaidosos, muitos optam por uniformes personalizados.

Eles também cuidam muito da saúde bucal, o chefe Rodrigo Otovatto Casperinni relatou que é adépto do Livro Fim do Mau hálito, você poderá saber mais no Link Abaixo

Link: http://www.oqueeisso.blog.br/como-eliminar-o-mau-halito-halitose-tratamento/

Charme e toque pessoal

O padrão do cozinheiro que veste branco parece estar com os dias contados. Preocupadas em fugir da mesmice, as mulheres foram as primeiras chefs e confeiteiras a investirem em um visual menos clean e mais cool, na hora de cozinhar.

Entre estampas, cores e bordados, a nova cara dos badalados profissionais é a diversidade. Criatividade é o que não falta! Com estilo e elegância, os novos uniformes trazem conforto e sofisticação, para os temas que variam de acordo com o estilo do cliente.

Mas, apesar da customização levar identidade ao estabelecimento, na hora de definirum padrão é preciso tomar cuidado com as regras da vigilância sanitária e com a escolha dos tecidos, afinal um bom uniforme deve ser resistente a altas e baixas temperaturas.

O uniforme do chef

Criado há mais de 180 anos por Marie-Antoine Carême, o uniforme profissional é símbolo da tradição gastronômica. Útil não apenas pela estética, ele representa a limpeza e a segurança no trabalho, e se tornou peça obrigatória nas cozinhas do mundo inteiro.

Dolman, pied poule e toque blanche são nomes muito populares entre os estudantes e os experts em gastronomia.

Cheia de requinte, a “armadura” de um cozinheiro profissional é mais completa do que a de um soldado de guerra. Ávidas por funcionalidade, nenhuma peça desse conjunto é trivial. Conheça agora como montar o uniforme do chefe com perfeição.

Dolman

De origem turca, seu significado é manto, nome que faz jus a utilidade dessa peça. Confeccionado com algodão de alta resistência, o Dolman lembra um jaleco. Sua função é proteger o profissional contra queimaduras. A maioria dos modelos apresenta mangas ¾ e lapela de fácil inversão.

Toque Blanche

A touca branca, assim como todos os adereços destinados a cabeça, tem como utilidade não deixar que o cabelo do cozinheiro fique solto e caia na comida. A origem do Toque Blanche é européia, ele foi instituído pelo rei da França Luís XIII em uma época em que a altura do chapéu indicava a hierarquia na cozinha. Alto, redondo e plisado, em alguns restaurantes esse adereço dá lugar a bandanas e aoutros modelos de tocas.

Pied de Poule

Trata-se de um clássico do uniforme do chef. A tradicional calça que varia nos tons de preto e branco é famosa por sua pequena estampa xadrez. Nas peças mais modernas essa ilustração tem sido modificada por temáticas mais atuais.

Lenço

Mesmo com muitos acreditando ser apenas um adereço sem função, o lenço para pescoço serve para absorver o suor da nuca e manter o chef mais confortável. Na moda atual, este acessório pode combinar a estampa com a calça, o avental ou o toque blanche.

Dica:

Na hora de escolher um uniforme fique atento ao tamanho. A vestimenta precisa ser de fácil higienização, confortável e não muito larga, para facilitar os gestos e reduzir os riscos de acidentes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *